terça-feira, 3 de outubro de 2017

Banco americano estuda usar bitcoin como moeda de troca em investimentos.




Pouco menos de um mês após o chefe de um dos maiores bancos de investimento do mundo classificar a bitcoin como uma fraude, outro gigante do setor começou a se movimentar no sentido oposto para possivelmente investir nesse mercado.
Nesta segunda-feira, 2, o Wall Street Journal reportou que o Goldman Sachs Group estuda a possibilidade de entrar na área das criptomoedas. Embora a informação tenha vindo de fontes anônimas, uma porta-voz da empresa confirmou a história: "Em resposta ao interesse dos clientes, estamos explorando como servi-los melhor nesse espaço.
Os esforços estariam em estágio inicial e podem até não vingar, segundo as fontes do WSJ. Se o projeto for adiante, porém, ele pode dar mais impulso para uma moeda que em 2017 já chegou a valer mais de US$ 5.000. Ainda mais porque os analistas do Goldman Sachs não veem a bitcoin como um ativo como ouro e ações, e sim como método de pagamento que poderia ser usado nas trocas.
Lançada em 2009, a bitcoin fez a alegria de grupos anarquistas, que finalmente encontraram uma forma de realizar transações financeiras sem a dependência de um poder centralizador como governos e bancos. Mas ela também chamou a atenção de organizações criminosas, tendo rapidamente se tornado principal meio de troca em operações como comércio ilegal e suborno — tanto que grandes ataques hackers costumam demandar resgates em bitcoin.
Essa natureza selvagem da moeda fez com que muitas organizações e governos mantivessem distância dela, o que inclusive levou Jamie Dimon, chefão do JP Morgan, a fazer pesadas declarações contra o formato no mês passado.
Dimon chegou a afirmar que a bitcoin é uma bolha fadada a explodir, deixando seus investidores pobres, mas ela continua sendo abraçada cada vez mais por indivíduos e empresas. Até governos começaram a olhar com mais carinho para a bitcoin, sendo que o japonês trouxe o formato para a formalidade e o norte-americano vem se debruçando sobre a tecnologia por trás das criptomoedas (a tal da blockchain).
Enquanto isso, startups passaram a evitar os bancos e, ao invés de arrecadar investimento por meio de ofertas públicas de ações (IPOs), optam por ICOs, que são operações em que a empresa vende tokens digitais, e não ações para levantar dinheiro.
Nesse cenário, fica cada vez mais difícil para os bancos de Wall Street ignorar a bitcoin. Com o JP Morgan fora da jogada, o Goldman Sachs tem a oportunidade de brilhar no mercado, caso o formato continue crescendo em adoção e se transforme em algo mais confiável no futuro.
Proxima  → Página inicial

7 comentários:

  1. Have you ever tried maximizing your free satoshi collections by utilizing a BTC FAUCET ROTATOR?

    ResponderExcluir
  2. Get free satoshis at Moon Bitcoin. 163 sat. every 1 hour.

    ResponderExcluir
  3. Did you consider exchanging with the ultimate Bitcoin exchange service - YoBit.

    ResponderExcluir
  4. Smart crypto multicurrency mining application & 1-click GUI miner.

    Start mining effectively with your computer or smartphone. Download MINERGATE.

    ResponderExcluir
  5. YoBit lets you to claim FREE CRYPTO-COINS from over 100 unique crypto-currencies, you complete a captcha one time and claim as many as coins you need from the available offers.

    After you make about 20-30 claims, you complete the captcha and continue claiming.

    You can click on claim as many times as 30 times per one captcha.

    The coins will safe in your account, and you can convert them to Bitcoins or USD.

    ResponderExcluir
  6. BitKong is a verifiably fair online bitcoin game.

    DON'T Forget: Claim bitcoins every 10 minutes from the free btc faucet.

    ResponderExcluir
  7. If you're trying to buy bitcoins online, Paxful is the #1 source for bitcoins as it allows buying bitcoins by 100's of payment methods, such as PayPal, Western Union, MoneyGram,, Visa, MasterCard, American Express and even exchanging your gift cards for bitcoins.

    ResponderExcluir